"Uma atividade voluntária exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e espaço, segundo regras livremente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e alegria e de uma consciência de ser diferente de vida cotidiana." (Huizinga, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 5ed. Saão Paulo: Perspectiva, 2007)
De todos os brinquedos que a vida me deu, o que mais me cativou foi o de jogar com as palavras. O jogo se faz completo quando escrevo e alguém replica, quando replico o que escrevem... É na intenção de reunir jogadores e assistência, que meu blog é feito.



segunda-feira, 26 de março de 2012

fui me embora
levei meus versos e rimas
proutro quintal
de onde vejo o céu e a lua
ao natural
aqui, canção, fumaça e rua
integram um ideal
de parceria
construir
alegria crua
sem ponto final

aqui mesmo vestida
sinto-me nua
e nesse Bacanal
tudo é semente
vinho é somente
mais um sabor
a compor
o prato principal

fui me embora
me alimentar de um amor
iguaria sem igual

6 comentários:

Roberto Mibielli disse...

Voltamos aos nós em mim
Em você e no mundo que abraçamos
Ambos voamos
Você sabe
Nas asas da sede
De barcos e tempestade
Nos tortos da vontade
De tudo um pouco
E criamos o louco
amor com leite de nozes
Já fomos as vozes
Perdidas na floresta do infinito
Agora somos o bonito
De alguém que nos espera

Eis a estratosfera!

Elimacuxi disse...

pra onde eu fui
era feito o espaço
quadrado branco
no meio dos prédios
para lá da atmosfera
buscar meus remédios
numa pele clara
que agora
é minha quimera

Bella disse...

vamos desatar os nós
desligar dos prós
e contras
vamos desarmar arestas
e soltar as pontas
atear fogos fátuos
e mostrar
de fato
quem são os loucos

nós ou os outros?

Elimacuxi disse...

eu gosto
dos nós atados
por nós
eu gosto
do gesto do algoz
que me desata o choro
e ao coro
incorpora minha voz
eu gosto de fugir
pro espaço
nesse abraço
de desejo atroz...

RIcardo disse...

Você como sempre arrebentando com suas lindas e sinceras poesias... =D

Felipe Veras disse...

Iniciando uma bela manhã, com uma bela poesia... Parece que consigo entender o significado disso. Está tão próximo a mim... Parece a busca pela liberdade...