"Uma atividade voluntária exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e espaço, segundo regras livremente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e alegria e de uma consciência de ser diferente de vida cotidiana." (Huizinga, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 5ed. Saão Paulo: Perspectiva, 2007)
De todos os brinquedos que a vida me deu, o que mais me cativou foi o de jogar com as palavras. O jogo se faz completo quando escrevo e alguém replica, quando replico o que escrevem... É na intenção de reunir jogadores e assistência, que meu blog é feito.



sexta-feira, 11 de novembro de 2011

poeminha para o Éden

ah o paraíso que vejo
precioso e preciso
doce envolto em fumaça...

será que me abraça
que me adota,
me caça? 

6 comentários:

kurt_loko_abreu disse...

gostei mas podia ter adicionado um verso com mais alma e com um gosto de estar ali naquele lugar e também que suas poesias são otimas tá bjos até qualquer hora

Paulo Henrique Elffers Greene disse...

gostei!! mais o paraíso que vejo ele nunca me adota, nem me abraça, muito menos me caça! nem me persegue, ahus beijos linda moça !! hasuash

Monique Oliveira disse...

como esse paraíso fosse amor novo...
sim eu quero abraçar...
e adotar e caçar...
mas quando chego lá da medo...
a gente adota sem querer adotar,
a gente caça querendo abraçar,
mas entre o medo e o desejo... o paraíso só é paraíso,
estando do lado de lá.

Elimacuxi disse...

Mais alma, loko abreu? eu faço é perder minha minha alma por causa desse Éden...
Paulo, eu vejo um paraíso envolto em fumaça só desejo ser sua presa. O resto é trapaça, é peça que a fé nos passa!
Monique, tu tens toda razão, o paraíso só existe distante, do lado de lá, no longe onde não estou. Se eu estiver, deixa de ser. Beijo proceis, obrigada pelos comentários!

Jaya Magalhães disse...

Eli,

Vi seu poema no facebook dele, o Paraíso em questão, meu irmão. E já havia visto comentários seus no blog de Isabella, então me atrevi a visitar seu espaço.

Saio daqui encantada.

Um beijo.

Geraldo Pinho disse...

Foi lindo aqui o seu jogo de palavras. Muito prazer!