"Uma atividade voluntária exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e espaço, segundo regras livremente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e alegria e de uma consciência de ser diferente de vida cotidiana." (Huizinga, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 5ed. Saão Paulo: Perspectiva, 2007)
De todos os brinquedos que a vida me deu, o que mais me cativou foi o de jogar com as palavras. O jogo se faz completo quando escrevo e alguém replica, quando replico o que escrevem... É na intenção de reunir jogadores e assistência, que meu blog é feito.



sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Há gente que ama muito
há gente que ama um pouco
e há gente que ama muito pouco.

Quando eu tenho lágrimas
para alguém
quando penso em perdão
para alguém
quando penso em valor
como amor,
fé,
calor e vida
para alguém,
na minha prece
 - seja pra quem for -
eu primeiro penso e peço
para quem
tem e oferece
muito pouco amor.

8 comentários:

Lucas Gomes disse...

Tenho uma pergunta. Para você, o que é o amor?

Elimacuxi disse...

Coríntios 13.1-7
De longe é, para mim, a melhor definição de amor, Lucas!

Monique Oliveira disse...

amar além do amar, além de si, além da vida, amar antes de qualquer partida.

Monique Oliveira disse...

feliz ano novo e parabéns pela poesia.

Lucas Gomes disse...

Estamos de acordo então. :D

Elimacuxi disse...

Quando se ama, se procura o bem na essência. Daí a diferença entre o amor e a paixão. A paixão, por sua força, pode nos jogar no abismo enquanto o amor garante as asas para voar antes que chegue o chão.
Meu amor se manifesta, sobretudo, pela minha poesia. Ela me garante o vôo, mesmo quando estou ferida.
A propósito, Monique querida, que bom poder ver seu rosto e saber que continuas presente por aqui...
Feliz 2012 pra vocês!

Juliana disse...

Amor sem medo de amor :)

Marcelo Perez disse...

pensei, senti e concordei. se é alguma coisa... nem sei.