"Uma atividade voluntária exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e espaço, segundo regras livremente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e alegria e de uma consciência de ser diferente de vida cotidiana." (Huizinga, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 5ed. Saão Paulo: Perspectiva, 2007)
De todos os brinquedos que a vida me deu, o que mais me cativou foi o de jogar com as palavras. O jogo se faz completo quando escrevo e alguém replica, quando replico o que escrevem... É na intenção de reunir jogadores e assistência, que meu blog é feito.



terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Noite feliz


Fez-se presente
de natal
e - sem amor, pudor ou horror - 
entregou-se desembrulhada
ao portador.

17 comentários:

Anônimo disse...

Uuuii.. Adorei! Nathália Sabóia

RAFA disse...

Q legal, qndo sai o de ano novo?

Anônimo disse...

Só troca a foto do teu perfil... tá com 1 metro de orelha! Mas a poesia, tá boinha!

Flaider Pimentel disse...

Eli Macuxi:
Você é 10!

Elimacuxi disse...

Não é engraçado um anônimo se preocupar mais com minha orelha na foto do perfil do que com o poema em si?

Vou falar de minha orelha
já que acendeste essa centelha:
é grande? é enorme? é desproporcional?
não me importo
afinal,
à minha poesia
minha orelha não faz mal

sobre seu tamanho
- se o leitor tem uma razão -
há um inconveniente:
acabo ouvindo o que diz
quem é gente
e quem nem é gente!

Edgar Borges disse...

Ui, presentaço de papai noel...( comentário valendo tanto para o poema quanto para a resposta ao amante de orelhas).
bjkas

Anônimo disse...

Ah vá, deixa de fazer doce! Eu até disse que a poesia tava boinha. E sobre a foto, foi só uma dica (mas que é gigante, ah isso é). Quanto ao anonimato, prefiro falar assim pra não ocorrer constrangimentos na hora da avaliação e nota, saca?
Tu é muito é mal amada, isso que é! Dá pra ver nesses teus poemas aí... Murcha e velha, se liga! A pessoa que te dá um trato (se é que ainda alguém faz isso) deve fazer isso na maior amizade! Até porque é melhor ter um lugar quentinho pra guardar os filhotes perdidos do que morrer na mão (poema, então?). Se esse alguém existir, merece ser reconhecido nos quesitos:
- São Jorge (encara o dragão)
- Aturar tua chatice e tua falta de modestia
- Teu abuso e essa vozinha gozada
- Tua não ovulação daqui a uns anos
- Teus peitos caídos (principalmente, são brochantes! Conheço quem já viu, chupou e quase não consegue concluir o serviço)
Enfim, pode até saber alguma coisa de História mas como mulher, quem já pegou diz ser uma decepção!
E mais, digo o que uns e outros dizem pelos corredores mas não deixam teus ouvidos saberem... inclusive, alguns bem próximos! Abre o olho!

Anônimo disse...

Não esquente comigo porque eu nem vou mais vir aqui. Queria mesmo era falar esses lances pra ti, como amigo, acorda! Nem resposta eu preciso saber, nem quero,afinal vai ser uma chatice enorme (como sempre)!

Cesar... disse...

quem se preocupa tanto com a vida dos outros, esse sim é mal amado.
quem se esconde atrás de um anonimato, para ofender quem expõe talento, esse sim é mal amado.
Quem não tem coragem nem é homem suficiente para assumir o que fala e assinar o que escreve, esse sim é mal amado..
Assim como tantos outros, a maioria é covarde, fraco, mal amado, e deve ser feio e broxa.. além de não tem caráter nem personalidade suficiente nem pra ser chamar de homem.

- Quem desdenha quer comprar.

Plácido Fernandes disse...

Mal amada?
Eu amo essa mulhere e o sentimento de mal nada tem, acho ela super atraente, inteligente e doce.
Ja vc , vem aqui pra apreciar boas palavras e despejar maus dizeres.
Faça o favor de nao aparecer mesmo por aqui, pelo menos enquanto tiver essa mentalidade.

Edgar Borges disse...

Caraca, falta de respeito e covardia: a web está cheia disso.

Paulo Segundo disse...

O Cara... procura o que fazer... se vc se esconde atras de um anonimato e fala dela do jeito q fala... eh por q ela deve se expressar bem melhor que vc. Olhe-se no espelho e vejo o ser ignorante que vc eh. a palavra certa para vc eh IGNORANTE... para nao chamar de BURRO!

Anônimo disse...

Eli, não se rebaixa a esse tipo de pessoa porq não vale a pena! Já ouviram dizer que Deus não dá asas a cobras.. Cuidado amigo, vc que não vai sair do chão assim! E outra, se vc não tem cultura não é problema nosso. Se liga VOCÊ! E cuidado com a vida irmão!!! Você pode não declarar a sua pessoa aqui, mas lembra que o mundo dá voltas!!!!!!!!! by Nathália Sabóia


OBS: EU NÃO TENHO MEDO DE REVELAR MEU NOME E.....


ELII, VOCÊ É 100000!!!!!

Paulo Segundo disse...

Uma coisa é certa e nunca vai mudar... essa não é a uma Lei dos Homens. O que aqui se faz, aqui se paga! Plante coisas boas filho, não difame ninguem, não faça mal a ninguem para não acontecer o mesmo ou pior com você! Abra seus olhos e prestes bastante atenção pode não ser hoje, mas que vais pagar, isso tenho certeza!

Roberto Mibielli disse...

Uma coisa é fato: algumas pessoas conseguem ser deselegantes até quando protegidas pelo anonimato, ou seja, quando não são mais pessoas. Talvez por isso se achem seres humanos com direito a alcunhas como as de "amigo" ou "crítico", mas para estas funções lhes falta, no mínimo, humanidade... Saber que por pior que seja um poema (e não é esse o caso da Eli), ele é um ato consciente de alguém que se expõe publicamente (publica seu texto), mas que, além disso, é um ato de criatividade. Já o anonimato não permite essa publicidade, muito menos dá ao anônimo a possibilidade de se dizer criativo; pelo contrário.

quanto ã orelha da Eli.

já vi orelhas demasiadas
já vi orelhas empinadas
pelo anonimato muar
já vi orelhas no ar
praticando censura
já as vi virar cultura
naqueles que lêem somente a capa
já vi orelha dar tapa
na mosca inconveniente
mas aqui pra gente diante
dessa orelha de aparência crescida
sugere-se perguntar à dona
porque ela está tão esticada
Quem o fizer ficará sabendo
que ela foi assim tão aumentada
pra caber numa sentada
essa gigantesca merda anonima
que acha que deve ser escutada

Moral da história, com ilusão de ótica e tudo:
cada anônimo é capaz de ver
a orelha/penico do tamanho absurdo
da merda que vai dizer

Cora disse...

Em Setembro, fiz um versinho para o Twitter assim:


"Posso parecer criança
Pode me achar fedelha
Mas eu queria uma vez mais
Mordiscar a sua orelha"

Porque orelhas são coisas maravilhosas.
E as orelhas provam que você tem uma cabeça.
Diferente dessa Anônima. Que disse que não ia voltar mas tá aqui lendo os comentários.

Anônimo disse...

Tanto rancor e amargura só podem decorrer de uma mocinha muito magoada. Ainda mais quando é evidente o contraste entre a descrição da moça e a linda mulher que é Eli.

Blenda