"Uma atividade voluntária exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e espaço, segundo regras livremente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e alegria e de uma consciência de ser diferente de vida cotidiana." (Huizinga, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 5ed. Saão Paulo: Perspectiva, 2007)
De todos os brinquedos que a vida me deu, o que mais me cativou foi o de jogar com as palavras. O jogo se faz completo quando escrevo e alguém replica, quando replico o que escrevem... É na intenção de reunir jogadores e assistência, que meu blog é feito.



terça-feira, 13 de setembro de 2011

último ato

quando sobre mim
deixou-se cair
aquele perfume materializado carne,
expirando em meu pescoço
de tal forma delicada
de tal forma displicente
tão inquieto e tão silente,
meu coração tambor
espalhado dos pés à cabeça
não se quedou espantado:
aquilo seria amor
não fosse apenas
teu desejo sublimado.

7 comentários:

thiagoworld disse...

^^

Cora disse...

Sublimado,
o sublime desejo
Ficou estancado.

Paulo Segundo disse...

Adoguei Eli...

Elimacuxi disse...

estirado sobre mim
o desejo natimorto
exalava jasmim...

Flaider Pimentel disse...

Amei! Esse Foi um dos melhores!

Cora disse...

Tanta fragrância
Para um desejo
em vacância

Elimacuxi disse...

e tão flagrante
o desejo escuso
daquele ser errante!