"Uma atividade voluntária exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e espaço, segundo regras livremente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e alegria e de uma consciência de ser diferente de vida cotidiana." (Huizinga, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 5ed. Saão Paulo: Perspectiva, 2007)
De todos os brinquedos que a vida me deu, o que mais me cativou foi o de jogar com as palavras. O jogo se faz completo quando escrevo e alguém replica, quando replico o que escrevem... É na intenção de reunir jogadores e assistência, que meu blog é feito.



domingo, 11 de setembro de 2011

11 de setembro

Esta data não me toca mais que outra data
 - conheço um pouco de história,
e talvez por isso
minha emoção a esse dia ignora.


o silêncio e a reverência
por vítimas de violência
imperam em mim
todos os dias da minha vida.

3 comentários:

Anônimo disse...

gostei muito...
:)

Giovanna K. disse...

concordo professora, todos os dias somos atingidos por tragedias, sejam o 11 de setembro, seja o massacre de realengo, a tragedia no Japao, os mortos nas guerras por todo mundo...
o meu choque é constante, com as coisas horriveis que o homem pode fazer com seu semelhante :\

Jardson Pires disse...

É, não existe dia certo pra violência, pois todos os dias ela está acontecendo...
Às vezes eu acho que ANIMAIS IRRACIONAIS são mais RACIONAIS que o ser humano!!

Bjoss, amei essa postagem!!