"Uma atividade voluntária exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e espaço, segundo regras livremente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e alegria e de uma consciência de ser diferente de vida cotidiana." (Huizinga, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 5ed. Saão Paulo: Perspectiva, 2007)
De todos os brinquedos que a vida me deu, o que mais me cativou foi o de jogar com as palavras. O jogo se faz completo quando escrevo e alguém replica, quando replico o que escrevem... É na intenção de reunir jogadores e assistência, que meu blog é feito.



sábado, 31 de outubro de 2009

má criação

Então dizia minha mãe: faz isso não!

Eu fazia...

Fingia não saber o quanto doeria

Quando ela ou o pai descobrissem o feito

E fazia de qualquer jeito.

Nunca, nada aconteceu.

Hoje diz a consciência

- Essa flor de indecência

plantada no campo do meu pensamento –

com voz aguda e tonta

me avisando de antemão:

Faz isso não!

Parecendo ansiar pelos tapas

Que um dia esperei receber

Ignoro os ecos que há em mim

Esqueço os horrores

Das dores maiores que aprendi a tecer

Malcriada

respondo a mim mesma

pra me enlouquecer:

faço sim!

5 comentários:

Eduardo martins disse...

poxa mana na vida somos assim mesmo teimósos,e sempre nos encontramos quem somos de verdade nos nossos erros...quando crianças queremos ser adultos,quando adulto sermos crianças...quando criança ter barba ficar raspando o rosto para crecer,e quando adulto não querer ter essa coisa xata q nos incomoda...ser poéta é isso,e vc pela tua história de vida como li en tei blog'' que existe muitas almas dentro de vc''te faz uma grande pessoa cheia de ''história pra contar''felicidades mana bjOO te amo!!Mano du.

lana cristina disse...

égua amiga,quando li o "MÁ CRIAÇÃO" fui as lágrimas lembrando do rostinho lindo de minha mãe me ensinando a viver e eu teimosamente resistindo a vida,,,vc traduziu em palavras sentimentos raros,,,meu coração te quarda ...minha amiga de longe e tão perto

Ágda Santos disse...

Teimosia, teimosia, teimosia...
essa 'mardita' força que nos rege a vida feito bobo numa corda bamba.
E só damos conhecimento dela depois do feito.

hélio dantas disse...

menina pura

teimosia cura

Elimacuxi disse...

tens toda razão Hélio
teimosia cura umas dores e cria outras, às vezes piores!